Notícias

  • Twitter
  • FaceBook

EUA: Colheita atrasada

Colheita nos EUA atrasada enfrenta neve e geada nos estados do Norte e chuvas no Cinturão. Neve na Dakota do Norte é o retrato do atraso na colheita americana.

De acordo com o analista Ginaldo de Souza, da Labhoro de Curitiba, os agricultores americanos enfrentam dificuldades na colheita devido ao atraso inicial da safra norte-americana. O boletim divulgado pela Labhoro mostra a tendencia do tempo para os proximos dias no Corn Belt (cinturão da soja e milho norte-americanos), como também no Brasil. Já o estudante de agronomia brasileiro Gustavo Philippsen, de Palotina, fazendo intercâmbio cultural nos EUA, postou vários videos na internet sobre a forte nevasca que se abateu sobre Dakota do Norte e demais estados do norte dos Estados Unidos. (veja fotos e videos abaixo).

 

Segundo relato de Ginaldo de Souza, além de previsões de chuvas moderadas no Delta, Sudeste e Leste do Cinturão de grãos dos Estados de Unidos, os mapas mostram a continuidade de eventos de neve para as Planícies do Norte. Os ventos gelados das Planícies do Norte para o sul devem retardar o desenvolvimento do fim de ciclo das lavouras. Os agricultores vêm concentrando esforços na colheita da Soja e assim devem continuar e só devem acelerar milho adiante.

Demanda

Inspeções semanais: A performance das commodities Soja e Trigo foram dentro do esperado e Milho abaixo. Na Soja 1.03 Mi Tons (estimativa 898,1 Mil a 1.38 Mi Tons); no Milho 466,5 Mil Tons (estimativa 482 a 685 Mil Tons); e no Trigo 385,2 Mil Tons (estimativa 381 a 598 Mil Tons).

Vendas Semanais: O USDA reportou as estimativas para Soja, abaixo para Milho e no Trigo conforme o esperado. Na Soja 2.09 Mi Tons (estimativa 1.3 a 1.8 Mi tons); no Milho 284,5 Mil Tons (estimativa 500 a 800 Mil Tons); e no Trigo 521,9 Mil Tons (estimativa 300 a 600 Mil Tons).

Foram divulgadas 3 vendas extras pelo USDA: No dia 07/10/2019 198 Mil Toneladas de Soja para China. No dia 07/10/2019 240 Mil Toneladas de Soja para Destinos desconhecidos. No dia 10/10/2019 398 Mil Toneladas de Soja para China.

O Egito está procurando comprar trigo via tender, para embarque em novembro. É esperado que o trigo tenha origem da União Europeia e da região do Mar Negro.

Oferta

A ProAgro Agriculture (consultoria ucraniana) estimou a colheita de grãos na Ucrânia em 2019 em 76.51 milhões de toneladas, acima de sua estimativa anterior de 74.33 milhões. Dentro dessa estimativa, 37.37 milhões de toneladas são de milho e 28.2 milhões são de trigo.

O Ministério da Agricultura da Rússia manteve sua estimativa da safra de trigo 2019 em 78 milhões de toneladas, com exportações 2019/20 previstas em 36 milhões.

Mapas Climáticos do Brasil para os próximos 7 dias

Os mapas climáticos indicam pouca oferta de chuvas para a região Sul do Brasil. No Paraná, baixa umidade para os próximos dias, porém um sistema instável deve se instalar em 2 semanas e permitir o avanço da semeadura da Soja. No Centro Sul do Brasil ainda é observado estiagem na próxima semana, entretanto, poderá ser observado um leve aumento de chuvas, contudo, não é apropriado a semeadura da Soja, o mesmo ocorre no Mato Grosso do Sul, onde podem ocorrer chuvas, porém em pontos isolados.

As chuvas dos próximos dias devem se concentrar em Rondônia, Acre e parte do Mato Grosso. Uma frente fria deve chegar ao extremo sul do Rio Grande do Sul, mas não deve avançar para demais regiões. Essa frente fria também trará um período de estiagem na região Sudeste, Goiás, Distrito Federal, Tocantins e Minas Gerais.

FECHAMENTOS

O contrato Novembro de soja terminou o dia com forte alta de 12 ½ cotado a 9,3600. O contrato Dezembro de milho terminou o dia com forte alta de 17 ½ centavos, cotado a 3,9775. O contrato Dezembro de trigo terminou o dia com forte alta de 15 centavos, cotado a 5,0800.

MACRO No Brasil, o dólar comercial no momento está cotado a R$ 4,0948. O Dólar Index trabalha em baixa, cotado a 98,018. O petróleo trabalha em alta de 2,45 % no momento, cotado a 52,84 dólares. As bolsas americanas e europeia operam em alta e as asiáticas em baixa.(...)

Fonte: Notícias Agrícolas; Foto do portal Notícias Agrícolas
(14/10/2019)
  • Twitter
  • FaceBook