.:: Milho segue subindo na B3 acompanhando o dólar ::..

Notícias

  • Twitter
  • FaceBook

Milho segue subindo na B3 acompanhando o dólar

Chicago aguarda finalização do plantio nos EUA.

Os preços futuros do milho seguiram subindo nesta segunda-feira (15) na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 0,97% e 1,30% por volta das 11h42 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à R$ 44,36 com elevação de 1,28%, o setembro/20 valia R$ 43,56 com valorização de 1,30% e o novembro/20 era negociado por R$ 46,00 com ganho de 0,97%.

De acordo com a análise da Agrifatto Consultoria, o mercado do milho no Brasil volta a se valorizar com o dólar dando sustentação. Por volta das 11h50 a moeda americana era cotada à R$ 5,20, com alta de 3,09% ante ao real.

Mercado Externo

Já os preços internacionais do milho futuro mantiveram sua trajetória mais baixa na Bolsa de Chicago (CBOT) neste início de semana. As principais cotações registravam movimentações negativas entre 3,50 e 3,75 pontos por volta das 11h40 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à US$ 3,26 com desvalorização de 3,75 pontos, o setembro/20 valia US$ 3,31 com queda de 3,50 pontos, o dezembro/20 era negociado por US$ 3,39 com perda de 3,75 pontos e o março/21 tinha valor de US$ 3,51 com baixa de 3,75 pontos.

Segundo informações do site internacional Farm Futures, os preços futuros do milho caíram ligeiramente esta manhã, após a fraqueza no complexo energético exacerbada pelas novas preocupações com o coronavírus.

O mercado agora aguarda a divulgação do relatório de progresso de safra de hoje que, provavelmente, reportará que o plantio de milho já está completo nos Estados Unidos, depois de registrar uma taxa de conclusão de 97% no relatório da semana passada.

“O foco começará a mudar para as condições da colheita, à medida que os agricultores, e os comerciantes, começarem a estimar o total da produção de outono”, diz a analista Jacqueline Holland.

Cerca de 75% da safra de milho dos EUA foi relatada em boas ou excelentes condições no relatório da semana passada. Mas as chuvas da tempestade tropical Cristobal na semana passada potencialmente saturaram a safra jovem em áreas ao longo do vale do rio Mississippi e no leste do cinturão do milho.

Fonte: Por Guilherme Dorigatti, Notícias Agrícolas; Imagens da web
(15/06/2020)
  • Twitter
  • FaceBook