Notícias

  • Twitter
  • FaceBook

Governador de Minnesota vê pontos em comum sobre combustíveis renováveis entre Brasil e EUA

Os Estados Unidos, em particular o estado de Minnesota, têm diversos pontos de convergência com o Brasil na questão dos combustíveis renováveis, com destaque para o etanol. A avaliação é do governador de Minnesota, Tim Pawlenty, que nesta segunda-feira (07/12) visitou a sede da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) com uma delegação de políticos e empresários de seu estado, que fica no meio-oeste americano, principal região produtora de milho e etanol do país.

“Acreditamos que os Estados Unidos e o Brasil têm muitos interesses coincidentes nesta área de energia e combustíveis renováveis e, apesar de algumas diferenças,  podemos ampliar nosso trabalho juntos em busca de objetivos comuns. Espero que junto com a UNICA, possamos avançar neste sentido”, afirmou Pawlenty, que vem sendo cogitado como futuro candidato à presidência dos EUA pelo partido Republicano.

Durante quase duas horas, o governador ouviu do diretor executivo da UNICA,  Eduardo Leão de Sousa, e do consultor de Emissões e Tecnologia, Alfred Szwarc, informações sobre o mercado brasileiro de etanol. “Há espaço para um maior diálogo, como por exemplo no contexto do aumento da mistura do etanol na gasolina, atualmente sob análise pelas autoridades americanas” comentou Sousa, lembrando que o atual nível de mistura nos EUA é 10% (E10). No Brasil, a mistura do etanol anidro à gasolina é de 25% (E25).

Agenda ampla

Lembrando que Brasil e Estados Unidos respondem por cerca de 80% da produção mundial de etanol, o diretor executivo da UNICA concordou que há espaço para uma agenda ainda mais ampla na relação bilateral. “Aspectos como sustentabilidade, apoio à produção em outras nações, inclusão do etanol na agenda dos debates sobre aquecimento global, cooperação tecnológica no desenvolvimento de etanol de 2a e 3a gerações podem representar importantes oportunidades para os dois países.”

De acordo com informações da assessoria do governador, Minnesota lidera o ranking americano no uso per capita de combustíveis renováveis.  Pawlenty, que está em seu segundo mandato,  assinou a lei que estabelece um padrão utilização de energias renováveis que requer que 25% da energia do seu estado seja proveniente de fontes renováveis até 2025.

O governador Pawlenty, que antes de entrar na política atuou como promotor público, criou também o Escritório de Segurança Energética de Minnesota, no âmbito do Departamento de Comércio, para coordenar políticas estaduais, programas e informações sobre energia e questões relacionadas. Ao final do encontro, o governador recebeu da UNICA uma cópia da carta encaminhada pela entidade à Agência de Proteção Ambiental Americana (EPA, na sigla em inglês). No documento a UNICA  expõe, com base na experiência  brasileira, argumentos técnicos a favor do aumento para E15 da mistura de etanol na gasolina.

Fonte: Unica
(09/12/2009)
  • Twitter
  • FaceBook