Notícias

  • Twitter
  • FaceBook

Mercado de gás natural apresenta queda de 6% em julho - Gb

O mercado de gás natural apresentou queda de 6% em julho comparado com o mês anterior. O motivo, segundo a Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis do Ministério de Minas e Energia (MME), foi a redução do consumo na geração de energia elétrica.

A oscilação no despacho termelétrico tem tido impacto forte no mercado de gás natural nos últimos meses. Entre março e abril, houve redução de 38% no consumo do setor.

De maio para julho a redução foi ainda maior: 57%. Essa queda no uso de gás natural para geração de energia se deve a excelente condição dos reservatórios da usinas hidrelétricas brasileiras. Com 83,26%, o a região Sul do país apresenta o maior índice, seguido do Nordeste (76,44%), Sudeste/Centro-oeste (71,84%) e Norte (65%). Essa condição permite que a geração de energia no Brasil seja realizada, basicamente, por meio de hidrelétricas, mais baratas e menos poluentes.

A importação de gás natural boliviano apresentou queda de 11% em julho, fechando o mês em 24,7 milhões de m³/dia. A previsão é de que em agosto esse volume caia para 22 milhões de m³/dia, em razão do aproveitamento adicional de gás natural associado e do baixo nível de despacho das usinas termelétricas. A média do ano está em 22,84 m³/dia.

Fonte: Zero Hora/GásBrasil
(09/09/2009)
  • Twitter
  • FaceBook