Notícias

  • Twitter
  • FaceBook

Petrobras e Odebrecht vão comprar petroquímica Quattor

A Petrobras e o grupo Odebrecht devem anunciar nesta terça-feira a aquisição da petroquímica Quattor, cujos ativos serão incorporados na Braskem, segundo reportagem publicada na edição de hoje do jornal “Folha de S.Paulo”.

De acordo com a publicação, o objetivo é dar andamento ao plano do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, de criar uma superpetroquímica nacional, já que com a aquisição a Braskem se consolidará como a maior empresa petroquímica da América Latina e passará a ser a 11ª produtora de petroquímicos do mundo, de acordo com dados da Consultoria MaxiQuim.

Segundo a Folha, a empresa será chamada provisoriamente de Nova Braskem, e será controlada pela Odebrecht. A Petrobras, por sua vez,  terá ampla participação, que deve deter em torno de 49% do capital votante.

Em comunicado divulgado ontem à noite, a Petrobras afirmou que as negociações com a Quattor avançaram, mas negou que o processo esteja concluído. 

Já a Braskem disse hoje ao mercado que confirma "a existência de diálogos com os acionistas de Quattor com o objetivo de identificar eventuais oportunidades de aliança estratégica em seus negócio".

"A companhia reforça o seu compromisso de manter seus acionistas e o mercado informados a respeito da eventual conclusão destes entendimentos", destacou em breve comunicado.

Fonte: UOL
(05/01/2010)
  • Twitter
  • FaceBook