.:: Iniciativa privada no MS pode viabilizar alcoolduto - Co ::..

Notícias

  • Twitter
  • FaceBook

Iniciativa privada no MS pode viabilizar alcoolduto - Co

A confirmação do congelamento de investimentos em regiões da chamada "nova fronteira do álcool", entre elas o Mato Grosso do Sul, não surpreende o governador André Puccinelli.

Ele lembra que a falta de matéria-prima, neste momento, é o mais forte impedimento para que um alcoolduto seja aberto no Estado para levar o que é gerado nas usinas até o Porto de Paranaguá. "Só quando sete usinas começarem a funcionar plenamente vamos ter produção que viabilize o alcoolduto", justifica.

A obra, na avaliação de Puccinelli, pode vingar com apoio da iniciativa privada, maior interessada nesse tipo de transporte, mais seguro e barato.

A Petrobras anunciou que foi forçada a desmembrar o projeto de construção do alcoolduto que vai transportar etanol no Brasil.

A crise fez com que os planos de investidores nas chamadas novas fronteiras da cana-de-açúcar – Oeste paulista, Goiás e Mato Grosso do Sul – ficassem congelados após a crise.

Para Puccinelli a crise não prejudicará, no entanto, a construção da fábrica de fertilizantes, reivindicada pelo governo para que seja instalada em Mato Grosso do Sul.

Nesse caso, o investimento é fundamental para o País, argumenta. "O Brasil é dependente do mercado exterior quando o assunto é fertilizante. A fábrica é importante para dar autonomia", defende.

Fonte: Campo Grande News/Canaoeste
(09/09/2009)
  • Twitter
  • FaceBook