Notícias

  • Twitter
  • FaceBook

IPVA para carros ficará 12,2% mais barato em SP

A Secretaria da Fazenda de São Paulo afirmou nesta terça-feira que o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) no Estado ficará até 12,2% mais barato no próximo ano - valor médio para carros. Se for levado em consideração motos e caminhões, o valor médio da redução é de 9,3%.

A que da no valor do tributo se dá devido à desvalorização dos veículos de um ano para o outro. O governo utiliza o preço médio dos automóveis apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) para calcular o IPVA 2010 - os valores venais poderão ser consultados a partir desta quarta-feira no site da secretaria (www.fazenda.sp.gov.br).

Não houve alteração na alíquota do imposto: carros a gasolina recolherão 4% sobre o valor venal, carros a álcool e gás pagam 3%, bicombustíveis 4%, picapes cabine dupla 4%, utilitários cabine simples, ônibus, microônibus, tratores e motocicletas pagam 2%, enquanto caminhões recolhem 1,5%. Os veículos com mais de 20 anos de fabricação estão isentos.

Em dezembro, serão postados avisos de vencimento para os proprietários de veículos registrados no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de São Paulo. Quem não receber o comunicado deve acessar o site da secretaria para verificar as informações sobre o pagamento.

Os proprietários que efetuarem o pagamento do imposto em cota única no mês de janeiro de 2010 terão desconto de 3%. Quem preferir pode parcelar, sem desconto, observando as datas de vencimento, que começam em 8 de janeiro para os veículos de placa final 1 e terminam em 23 de março para a terceira parcela de carros com placa final zero.

A utilização de créditos da Nota Fiscal Paulista deixará o tributo mais barato para 385 mil consumidores, que destinaram R$ 62 milhões para abater do IPVA.

A secretaria da Fazenda do Estado prevê arrecadar cerca de R$ 8,9 bilhões com o imposto em 2010. Até outubro deste ano, houve pagamento de R$ 8,1 bilhões, mas a projeção é de terminar o ano com R$ 8,8 bilhões no total.

São Paulo tem cerca de 17 milhões de carros e 4 milhões deles estão livres por terem mais de 20 anos (3,75 milhões) ou recebem isenção, como taxistas, pessoas com deficiência, igrejas, entidades sem fins lucrativos, veículos oficiais, veículos roubados e ônibus/microônibus urbanos (150 mil).

Fonte: Invertia Terra
(11/11/2009)
  • Twitter
  • FaceBook