Notícias

  • Twitter
  • FaceBook

Indústria automobilística anuncia investimento

Montadoras planejam R$ 15 bilhões em investimentos no Brasil até 2022.

O anúncio de R$ 2,4 bilhões da Mercedes-Benz para sua operação de caminhões e ônibus no Brasil é só um dos vários investimentos que as montadoras estão planejando fazer no país até 2022, totalizando R$ 15 bilhões. O montante será aplicado apenas por oito fabricantes, que pretende modernizar o parque industrial atual mas, principalmente, lançar novos produtos.

Com queda expressiva de 42% nas vendas de veículos e a demissão de 35 mil pessoas no setor automotivo, apenas entre 2013 e 2016, o Brasil busca agora uma recuperação que, na visão da Volkswagen, significará alta de 40% nas vendas até 2022. No período anterior, as vendas despencaram de 3,7 milhões para 2,2 milhões, mas 2017 já ensaia uma recuperação com 2,7 milhões e a Anfavea projeta 3 milhões para 2018.

Diante desse cenário, as montadoras decidiram investir para garantir melhor desempenho nos próximos anos, cuja previsão é de crescimento anual de até 10% nos cinco anos que virão. Na lista de investimentos, a GM lidera com R$ 4,5 bilhões para suas plantas de São Caetano do Sul-SP, Joinville-SC e Gravataí-RS. Haverá aumento de capacidade nesta última e modernização das demais, além do lançamento de uma nova geração de compactos, o projeto GEM.

Na Volkswagen, que mudou de presidente esta semana, saindo o sul-africano David Powels e assumindo o argentino Pablo De Si, o montante a ser aplicado é de R$ 2,6 bilhões, tendo como ênfase os novos compactos MQB A0, iniciando pelo Polo 2018 e continuando com o sedã Virtus, além de uma picape e um SUV compacto, o T-Cross. A marca está fazendo um enxugamento em sua gama de produtos, racionalizando assim os custos.

A Scania também anunciou investimento similar ao da Volkswagen, mas em sua gama de caminhões e ônibus, bem como na planta de São Bernardo do Campo-SP. A Mercedes-Benz vem com R$ 2,4 bilhões para as fábricas

do ABC Paulista e de Juiz de Fora-MG, além de um campo de provas em Iracemápolis-SP e o desenvolvimento de produtos novos nesse segmento comercial.

A Toyota recentemente divulgou que pretende investir R$ 1 bilhão em suas fábricas de Sorocaba-SP e Porto Feliz -SP. O objetivo é a produção do compacto Yaris em 2018 na primeira e a produção de novos motores na segunda, mas ambas terão suas capacidades locais ampliadas. A Volvo Trucks também vai aplicar R$ 1 bilhão não só em sua fábrica de Curitiba e no desenvolvimento de produto, mas também na rede de concessionárias.

A Renault vem com R$ 750 milhões para o lançamento de produtos novos, entre eles o destacado Kwid, enquanto a MAN aplicará R$ 190 milhões no desenvolvimento de produto e modernização da fábrica em Resende-RJ. Como se vê, a expectativa de boa parte do setor automotivo é promissora em relação ao crescimento, embora a Anfavea alerte que é preciso ter cautela.

Fonte: Jornal do Commercio (Manaus) – AutoMotivo – 11/10/2017 – Pág. B2, Fenabrave; Foto ilustrativa obtida do portal Frotacia
(13/10/2017)
  • Twitter
  • FaceBook